Pesquisa alerta empresas para uso de rede social pela mídia

Além de clientes, funcionários e consumidores, as empresas também devem considerar que a mídia brasileira está na rede social e não apenas para fins pessoais.

Em média, 67% dos profissionais da área, em diversos setores e tipos de mídia, usam as redes sociais com objetivos profissionais e pessoais, destaca uma pesquisa realizada pela agência S2 Comunicação nesta quarta-feira (4/11) .

À medida que as empresas atentarem para este fato, passarão a se preocupar com o que dizem nas redes sociais”, afirma José Luiz Schiavoni, diretor-presidente da S2 e atual presidente da rede internacional de agências independentes Public Relations Global Network.

A pesquisa, que envolveu uma amostra de 900 jornalistas preparada pelo estatístico Alisson Salvador, com base no mailing de 50 mil profissionais da empresa Maxpress, mostra que os jornalistas estão usando as redes sociais para trabalhar, fazer pautas, ouvir pessoas e consumidores. “Daqui para frente, os jornalistas tendem a usar o que é discutido nas redes sociais e incorporar em suas reportagens”, ressalta Schiavoni.

Pela experiência do executivo, as empresas ainda não atentaram para o fato de que os diálogos e as opiniões presentes nas redes sociais têm sido usados como material de trabalho pelos jornalistas. “Superamos a fase de monitorar e agora temos de interagir”, conclui.

De acordo com o estudo, o uso da mídia social apenas para fins profissionais ainda é baixo e varia de 8,42% entre jornalistas das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, a uma média de 12,01% pelos profissionais do Estado de São Paulo, enquanto o uso profissional e pessoal das redes sociais é de 72% e 52,3%, nestas regiões, respectivamente.

Fontes de informação

O Orkut, do Google, mostrou ser uma grande fonte de informação para os jornalistas, sendo mencionado por mais de 40% dos entrevistados, chegando a quase 60% nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O microblog Twitter é o segundo recurso mais utilizado por uma média de 33% dos jornalistas brasileiros – 22,49% nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e 43,97% no Estado de São Paulo.

Em terceiro lugar, a rede social Facebook é citada como fonte por uma média de 8,08% dos profissionais (de4,97% na região Sul a 11,49% em São Paulo).

Nesta primeira pesquisa, a qualidade do uso das redes sociais pela imprensa não chegou a ser analisada, mas segundo Schiavoni, a S2 prepara-se para realizar uma análise mais profunda sobre o tema no início de 2010.

Fonte: IDGNow

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: